[ PLANEJAMENTO 5/11 ] Como o Planejamento Estratégico antecipa cenários de oportunidades ou desastres?

5-11 final.jpg

Analisar e monitorar o ambiente de mercado deve ser uma prática constante. Além de estarem atentos, devem compartilhar suas informações e opiniões. 

O líder que fala “deu merda...” deve ser afastado de suas responsabilidades imediatamente. 

“ O líder tem como responsabilidade antecipar-se".

O líder é aquele que vai além de alertar e dizer que “vai dar merda...”. Ele traça cenários, cria planos de contingências e propõe alternativas e recomendações. 

O mercado sempre dá sinais claros sobre oportunidades e desastres que poderão ser identificados quando monitorados de forma estruturada.

A empresa que se coloca em situação de risco ou perde uma oportunidade pela negligência na observação do mercado ou morosidade na ação, desaparecem. Quebram por gestão ruim,  consumidas pela concorrência ou novas tecnologias e técnicas que neutralizam seu modelo de negócio. 

A análise de mercado [ * template abaixo ] se dá ao observar sistematicamente os aspectos: Politico, Econômico, Social, Tecnológico, Ambiental e Legal. 

Baixe gratuitamente os templates da brandME para montar seus planos de negócios.  CLIQUE AQUI  para download

Baixe gratuitamente os templates da brandME para montar seus planos de negócios. CLIQUE AQUI para download

A observância sistêmica desses fatores auxiliam a empresa a se preparar de forma defensiva criando cenários e contingências, ou ofensiva ajustando seus investimentos em capacidade de produção e nas iniciativas de Pesquisa & Desenvolvimento de novos produtos, por exemplo. 

Qual impacto da negligência sobre esse tema ?

A não observância normalmente leva a empresa diretamente ao “iceberg” sem deixar nenhuma margem para manobra. Por exemplo: flutuação de dolar, aumento de juros de financiamento, greves, tecnologias que geram ruptura, mudanças na legislação tributária, restrições na importação, exigências de certificações. 

Diferencial Competitivo - Como inovar o portfólio de produtos e serviços de sua empresa?

inovacao - 9-5.jpg

A gestão da inovação é uma combinação de aplicação de novas técnicas e tecnologias, associadas à melhorias contínuas em processos, procedimentos e rotinas na busca por excelência operacional e satisfação do cliente.

O sucesso da empresa está exclusivamente relacionado a sua capacidade de inovação e renovação dos produtos e serviços que oferece. A responsabilidade por inovar faz parte do processo contínuo de criação e manutenção da marca que deverá se perpetuar ao longo do tempo sem perder o vigor na memória dos clientes que a consomem. 

Existem ainda empresas com características mais ousadas e empreendedoras, que almejam criar tendências e transformar-se em “trend setters”. 

Ambos, inovadores e “trend setters” fazem parte de uma comunidade seleta e quase exclusiva de empresas que tem coragem de empreender, falhar, empreender novamente e assim sucessivamente, com perseverança até conseguirem seu objetivo. Assim nascem empresas como Waze, Amazon, Netflix, LinkedIn, Apple. E assim se perpetuam empresas da indústria farmacêuticas, cosméticos, automobilísticas, hoteleira por exemplo. 

Na prática, essas empresas investem uma grande parte de seus lucros em pesquisas e desenvolvimento para melhorar os produtos e serviços existentes e ainda desenvolver novos - “breakthrough”. As empresas inovadoras também são reconhecidas como empresas geradoras de conhecimento, pois criam sistematicamente e frequentemente valor agregado para seus clientes. Atraem os melhores talentos do mercado formando um ciclo virtuoso que junta capital humano talentoso, que cultiva líderes inquietos com a vontade de inovar e tomar riscos. 

Empresas inovadoras conquistam a confiança e permissão dos consumidores para oferecer novos produtos e serviços, independente do preço que geralmente é justo. Também declaram na base da sua estratégia expressada na sua missão referencias sobre, por exemplo: “mudar o comportamento e/ou hábito de consumo de seus clientes”.

Normalmente, esse tipo de missão se materializa através de estratégias ousadas e bem executadas por profissionais compatíveis com o desafio. 

Como consequência geram um diferencial competitivo e posicionam de uma forma singular. Difícil de ser copiado pelos concorrentes e, ao mesmo tempo, apresenta uma altíssima influência na decisão de compra.

 
BAIXE GRATUITAMENTE OS TEMPLATES DA BRANDME PARA MONTAR SEU PLANO DE NEGÓCIOS .  CLIQUE AQUI  PARA DOWNLOAD

BAIXE GRATUITAMENTE OS TEMPLATES DA BRANDME PARA MONTAR SEU PLANO DE NEGÓCIOS . CLIQUE AQUI PARA DOWNLOAD

 




[ PLANEJAMENTO 4/11 ] Por que identificar os Fatores Críticos de Sucesso pela perspectiva do cliente torna o Planejamento Estratégico mais assertivo?

Identificar e monitorar os Fatores Críticos de Sucesso pela perspectiva do cliente é quase um exercício de humildade para gestores que julgam saber tudo sobre seus clientes. 

4-11 final.jpg


"A obrigação da empresa vai além de atender os clientes, deverá principalmente surpreendê-los constantemente."



Como suas dores, frustrações e sonhos mudam conforme a dinâmica natural do mercado e novas sofisticações das tecnologias aplicadas ao negócio, há a necessidade de monitoramento sistêmico dos FCS para adequação das mensagens de posicionamento.

O refinamento das estratégias e do planejamento estratégico é um exercício contínuo. 

 
Baixe gratuitamente os templates da brandME para montar seus planos de negócios.  CLIQUE AQUI  para download

Baixe gratuitamente os templates da brandME para montar seus planos de negócios. CLIQUE AQUI para download

 

Ao longo do processo de mapeamento utilizando o [ * template acima ], a análise dos Fatores Críticos de Sucesso devem considerar duas perspectivas para efeito de priorização :

  1. Os fatores que tem maior impacto na satisfação do clientes

  2. Os fatores que impactam no crescimento da empresa

Estabeleça o foco no conjunto de fatores que impactam ambos ao mesmo tempo. Dessa forma será simples identificar as principais falhas e também facilitará justificar investimentos para corrigi-las imediatamente. 
 

Qual impacto da negligência sobre esse tema ?

Sem os Fatores Críticos de Sucesso, a empresa se transforma num “broker” que simplesmente executa uma transação comercial de produto ou serviço.

As empresas que não se atentam a essa etapa do planejamento estratégico erram no posicionamento e como consequência sua Marca nunca é lembrada.

A empresa não consegue comunicar sua proposta de valor e portanto cai no quadrante de menor preço com relação a decisão do cliente.





[ PLANEJAMENTO 3/11 ] Como aplicar a matriz SWOT para fazer o diagnóstico no Planejamento Estratégico ?

3-11.jpg

“ Se você não sabe qual é a doença, não tem como prescrever um tratamento eficiente".

Proteger o patrimônio - assets - da empresa é obrigação exclusiva do diretor executivo

Infelizmente estamos atravessando uma fase de superficialidade, marcada pela ansiedade patológica, que afeta perigosamente o processo de tomada de decisões. Ninguém tem a paciência necessária para fazer um diagnóstico cuidadoso com base numa análise criteriosa.

Como resultado, a precipitação gera erro no diagnóstico, erro no tratamento e assim cria-se um ciclo vicioso marcado pela preguiça e procrastinação típicas de gestores mau preparados tecnicamente para os desafios da empresa. 

O contínuo auto conhecimento promovido pela correta aplicação da matriz SWOT auxilia na análise e diagnóstico. A ferramenta [ * template ] abaixo identifica quais as armas que a empresa possui para lutar suas batalhas no mercado. 

Baixe gratuitamente os templates da brandME para montar seus planos de negócios. CLIQUE AQUI para download

Suas forças relacionadas às oportunidades geram estratégias agressivas. Já suas fraquezas relacionadas às ameaças do mercado, geram estratégias de sobrevivência.

Pelo [ * template ], São 4 os agrupamentos de estratégias possíveis delineadas pelo planejamento estratégico: 

  1. Estratégias Agressivas

  2. Estratégias de Ajuste

  3. Estratégias de Manutenção

  4. Estratégias de Sobrevivência

Qual impacto da negligência sobre esse tema ?

A precipitação e o ímpeto de gestores mau preparados destróem a empresa quando tomam decisões que apenas afetam o efeito do problema e não sua causa. A falta de preparo técnico e emocional não permite alcançarem a raiz ( a causa ) dos problemas que deverão ser tratadas.  

Além da ineficiência, esse tipo de atitude também  destrói com o moral das equipes de líderes que, como consequência, se divorciam mentalmente da empresa mesmo ainda mantendo seus empregos e recebendo seus salários. Identificar o "divórcio mental" é simples: observe quando o líder para de contribuir na forma de embates construtivos sobre temas relevantes e apenas fica em silêncio. 

Na prática, todos querem correr apenas o último km da maratona e tirar foto para colocar no facebook. Ninguém tem paciência para treinar na academia todos os dias por uma hora durante todo o ano. Organizações com esse “cacoete” ansioso e impetuoso não se perpetuam em hipótese nenhuma. 

"Criar valor para a empresa é única condição de empregabilidade para o diretor executivo cuja a métrica de sucesso é exclusivamente aumentar a margem ebitda".   

[ PLANEJAMENTO 2/11 ] Qual a função dos Valores para o Planejamento Estratégico?

2-11 final.jpg

Os Valores determinam o protocolo de conduta e atitude entre os colaboradores formando, ao longo do tempo, uma cultura organizacional sólida que ao mesmo tempo que mantém os talentos, também expurga naturalmente aqueles que não se adaptam. 

Os Valores tem a função de harmonizar as relações internas e também orientam a conduta no trato com os clientes. 

É de responsabilidade de cada líder da empresa disseminá-los através de exemplos práticos no dia-a-dia. 

Baixe gratuitamente os templates da brandME para montar seus planos de negócios. CLIQUE AQUI para download

Os valores, para que se transformem em cultura organizacional, deverão ser reconhecidos e recompensados sistematicamente.

O diretor executivo deverá ser seu principal patrocinador, oferencendo exemplos a serem seguidos por seus líderes e colaboradores.

A empresa quando conquista a cultura organizacional oferece um ambiente seguro onde lideres trabalham com alegria, dedicação e principalmente criatividade que se propagam por todos os cantos da organização.

Nunca pensam em buscar outras oportunidades de emprego. Perder talentos é extremamente caro para a empresa. Retê-los é um desafio que deve estar no topo das prioridades do diretor executivo e do líder de RH.

“ Empresas que não cultivam e que não reconhecem e nem recompensam seus valores, não criam cultura organizacional."

Qual impacto da negligência sobre esse tema ?

É obrigação do diretor executivo ser o principal exemplo dos valores e portanto, seu disseminador.

Empresas que não tem seus valores definidos ou reforçados, normalmente são empresas centralizadoras ( baixa produtividade ) e em constante conflito interno, gerando um ambiente de insegurança que aniquila a criatividade. 

Seus gestores se "divorciam mentalmente" da empresa. Seus clientes também sentem o clima ruim pela atitude “divorciada" de seus colaboradores e aos poucos vão substituindo sua empresa por outras mais profissionais.

---------------------------------------------------> Your SEO optimized title page contents