[ PLANEJAMENTO 3/11 ] Como aplicar a matriz SWOT para fazer o diagnóstico no Planejamento Estratégico ?

3-11.jpg

“ Se você não sabe qual é a doença, não tem como prescrever um tratamento eficiente".

Proteger o patrimônio - assets - da empresa é obrigação exclusiva do diretor executivo

Infelizmente estamos atravessando uma fase de superficialidade, marcada pela ansiedade patológica, que afeta perigosamente o processo de tomada de decisões. Ninguém tem a paciência necessária para fazer um diagnóstico cuidadoso com base numa análise criteriosa.

Como resultado, a precipitação gera erro no diagnóstico, erro no tratamento e assim cria-se um ciclo vicioso marcado pela preguiça e procrastinação típicas de gestores mau preparados tecnicamente para os desafios da empresa. 

O contínuo auto conhecimento promovido pela correta aplicação da matriz SWOT auxilia na análise e diagnóstico. A ferramenta [ * template ] abaixo identifica quais as armas que a empresa possui para lutar suas batalhas no mercado. 

Baixe gratuitamente os templates da brandME para montar seus planos de negócios. CLIQUE AQUI para download

Suas forças relacionadas às oportunidades geram estratégias agressivas. Já suas fraquezas relacionadas às ameaças do mercado, geram estratégias de sobrevivência.

Pelo [ * template ], São 4 os agrupamentos de estratégias possíveis delineadas pelo planejamento estratégico: 

  1. Estratégias Agressivas

  2. Estratégias de Ajuste

  3. Estratégias de Manutenção

  4. Estratégias de Sobrevivência

Qual impacto da negligência sobre esse tema ?

A precipitação e o ímpeto de gestores mau preparados destróem a empresa quando tomam decisões que apenas afetam o efeito do problema e não sua causa. A falta de preparo técnico e emocional não permite alcançarem a raiz ( a causa ) dos problemas que deverão ser tratadas.  

Além da ineficiência, esse tipo de atitude também  destrói com o moral das equipes de líderes que, como consequência, se divorciam mentalmente da empresa mesmo ainda mantendo seus empregos e recebendo seus salários. Identificar o "divórcio mental" é simples: observe quando o líder para de contribuir na forma de embates construtivos sobre temas relevantes e apenas fica em silêncio. 

Na prática, todos querem correr apenas o último km da maratona e tirar foto para colocar no facebook. Ninguém tem paciência para treinar na academia todos os dias por uma hora durante todo o ano. Organizações com esse “cacoete” ansioso e impetuoso não se perpetuam em hipótese nenhuma. 

"Criar valor para a empresa é única condição de empregabilidade para o diretor executivo cuja a métrica de sucesso é exclusivamente aumentar a margem ebitda".   

---------------------------------------------------> Your SEO optimized title page contents