O Guia de Estilo

O manual da marca, ou guia de estilo, tem a função de, através de regras bem definidas, orientar sobre o uso da marca. O manual,  determina a padronização, a consistência e coerência para qualquer tipo de comunicação com o cliente desde um boné até uma campanha publicitaria na televisão. 

 

Orienta também o processo criativo, permitindo agencias de propaganda a balancearem a criatividade com assertividade evitando: 

1. A exaltação do ego criativo de agências que pensam apenas em ganhar prêmios

2. O mau gosto de indivíduos, normalmente colaboradores da empresa, que acreditam profundamente poderem desenvolver campanhas eficazes.

 

Na busca por coerência e consistência no impacto gerado pela campanha

 

Use o manual de identidade visual como um Oráculo contra estas duas forças perversas que exterminam o dinheiro reservado -budget - para o ano inteiro sem gerar nenhum retorno para a empresa.

Nunca terceirize para sua a agência a responsabilidade de, através de uma campanha, definir a estratégia da empresa.

A campanha deve ser construída em resposta as estratégias definidas e publicadas no plano estratégico da empresa.

O guia de estilo deve esclarecer sobre :

 

1. Posicionamento da empresa. 

O posicionamento é sempre utilizada como base durante o processo de criação de uma  campanha.  Seja o posicionamento da empresa ou do produtos, quem cria está sempre procurando um ponto de referência, que pode ser  um pedaço de informação, uma foto, uma frase que ajude no delicado desafio de construir um conceito criativo que telegrafe para o cliente o posicionamento da empresa ou produto de forma clara e compreensível.

 

2. As mensagens para o público alvo. 

Da mesma forma que o posicionamento esclarece o posicionamento da empresa, é fundamental articular as mensagens para cada produto ou serviço conforme seus respectivos públicos.  - Uma boa campanha deve mirar e acertar “na dor” do cliente.

 

3. O logo 

Qualquer peça de comunicação, para qualquer tipo de mídia,  deve respeitar as normas de aplicação do logo para garantir uma boa leitura e principalmente a identificação visual da marca. Vale lembrar que o logo é um símbolo que fica gravado na mente do cliente. Através do logo, o cliente lembra de todos os atributos e características da empresa.    

Transient
Transient

4. Simbologia. 

É fundamental na composição do logo já que serve como uma espécie de "mantra" que quando exposto ao cliente, ajuda a lembrar  da empresa. A simbologia, normalmente, reflete uma atitude que aa empresa gostaria de ser lembrada por.

 

 

5. TagLine.  

É a expressão mínima ou síntese máximado posicionamento,  ou seja, aquela frase que geralmente vai abaixo do logo e que a ajuda a explicar o que, ou quem, é a empresa. Normalmente, o tagline, é muito utilizado para empresas novas com pouco reconhecimento de marca, ou que não estão habituadas a comunicar-se com o cliente.

 

Transient

6. Tipografia.  

Escolher o tipo de letra também faz parte do conjunto que garante a consistência an comunicação. Evite usar tipografias encontradas, por exemplo, para sinalizar sanitário em shopping.  A tipografia é um dos principais elementos para a personalização da marca durante o processo de comunicação da empresa com clientes. .

 

Transient
Transient

7. Cores. 

Um pantone de cores ( quadro acima ) também ajuda a compor a identificação o visual. Escolher um pantone significa “pintar a empresa” sempre com as mesmas cores seja internamente para os colaboradores, ou externamente para os clientes.

 

8. Tom. 

Toda empresa tem um tom, uma voz que é expressado em seu material de comunicação. O guia de estilo deve conter referências sobre o tom juntamente com exemplos e frases, palavras e expressões que ilustrem sua aplicação no material de comunicação.

 

Transient

9. Mosaico de fotos. 

É fundamental ter um mosaico de fotos, ilustrações e filmes que determinam o “vocabulário visual” que deverá ser utilizado na campanha.  A imagem é sempre o principal elemento de estimulo para qualquer  campanha,  representa a maior possibilidade de gerar o impacto eficiente num potencial cliente.  

 

10. Exemplos de aplicações:

  1. Templates de anúncios e banners em diversos formatos verticais e horizontais, de página dupla, simples e meia página;
  2. Outdoors e mobiliário urbano em pontos de ônibus;
  3. Material de ponto de venda: take ones, wooblers, table tops, adesivos, backlights, fachadas;
  4. Papelaria. Pastas, cartões, envelopes.
Transient
--------------------------------------------------->